- O beneficiário deverá realizar uma consulta com o dentista que fará o orçamento do tratamento em guia-padrão TISS - GUIA TRATAMENTO ODONTOLÓGICO - SOLICITAÇÃO. Este processo é totalmente eletrônico.

 - Durante a emissão da guia, o sistema solicita ao dentista que anexe os documentos necessários para análise do Perito. Cabe ao dentista informar no sistema para qual perito será direcionado a guia. Procedimentos de Implante devem ser direcionados para perito diferente dos demais procedimentos. Todo processo de análise é eletrônico, mas procedimentos de IMPLANTE podem requerer pericia presencial, o que deve ser confirmado com  o perito.

 - Tanto dentista quanto beneficiário acompanham o status da guia no sistema online. O beneficiário também tem o aplicativo para acompanhamento.

        Observar que procedimentos sem cobertura no Plano, conforme especificado em Tabela, são automaticamente negados pelo sistema.

 - Após PERICIA INICIAL liberada no sistema (quando o procedimento requer pericia inicial), o dentista pode realizar o tratamento do beneficiário.

5º - Finalizado o procedimento, o dentista anexa os documentos que comprovem a realização do serviço e envia a guia para PERICIA FINAL (quando o procedimento requerer pericia final). Nesta etapa a guia pode ser impressa para assinatura do paciente. Não precisa de pericia presencial. Todo processo é eletrônico.

 - Após finalização da análise do perito, a guia é devolvida ao dentista para faturamento. Todo processo é eletrônico.

 

OBSERVAÇÕES


Perícia Odonto (EXCETO Implantes)

GESTO: (21) 2391-0661 

contato@gestoinstituto.com.br 

 

TABELA ODONTOLÓGICA E DIRETRIZES DE UTILIZAÇÃO

Em caso de dúvidas, entre em contato com a Operadora:

saude@codesa.gov.br

esantos@codesa.gov.br

fferreira@codesa.gov.br

whatzapp (27) 99244-0602 (somente mensagens ou áudio)

Perícia Odonto (SOMENTE Implantes)

1INTEGRA: 3314-1793 ou 3314-1794

regulacao@integragestaoemsaude.com.br

 

Atenção: 

1. Observar que para aposentados há restrições para determinados procedimentos, como exames e cirúrgicos, que, como forma de evitar aumento excesso no saldo devedor do titular, pelo fato de AINDA não  haver cobrança de mensalidade, NÃO são autorizados pela empresa.

2. Há procedimentos que NÃO precisam de pericia prévia e são autorizados automaticamente pelo sistema. Há procedimentos que precisam APENAS de pericia INICIAL ou APENAS de pericia FINAL;

3. Há procedimentos que são negados automaticamente pelo sistema. Portanto, TODOS os procedimentos somente podem ser realizados após solicitados no sistema da Operadora. Havendo dúvidas, devem entrar em contato com Operadora.