Seis navios da Marinha do Brasil vão atracar no Cais Comercial de Vitória e serão abertos à visitação pública neste sábado (2) e domingo (3), de 13h30 às 17h. São as seguintes embarcações: o Navio de Desembarque de Carros de Combate Almirante Saboia (G 25), as Fragatas Liberal (F 43) e Constituição (F 42), o Navio-Patrulha Oceânico Amazonas, o Navio-Doca Multipropósito Bahia (G40) e o Navio de Apoio Oceanográfico Purus. A entrada é gratuita pela portaria em frente à escadaria do Palácio Anchieta.

“É a oportunidade da comunidade capixaba conhecer os nossos navios e entender melhor o nosso trabalho”, destacou o comandante do grupo-tarefa, contra-almirante Marcelo Menezes Cardoso. Toda organização da permanência da esquadra no estado está a cargo do Capitão dos Portos do Espírito Santo, Alexsander dos Anjos. Ele esteve reunido com o presidente da CODESA, Bruno Fardin, quando foram alinhados todos os detalhes de movimentação e segurança no cais durante a estadia dos navios.

Operação

A esquadra da Marinha participa da Operação Aderex-Anfíbia 2022 na costa dos estados do Espírito Santo e Rio de Janeiro, que começou no dia 28 de junho e termina em 8 de julho. A operação visa aprimorar as técnicas de desembarque em terra a partir dos navios, tanto por terra como pelo ar (helicópteros).

Cerca de 1.700 militares participam do treinamento, embarcados nos seguintes navios: fragata Constituição, navio de apoio oceânico Purus, navios-patrulhas Apa e Macaé, embarcação de desembarque de carga geral Camboriú, além do Almirante Saboia e do Liberal. Aeronaves de apoio: super cougar, seahawk, super lynx, esquilo e skyhawk da Marinha, e a P-3AM da Força Aérea Brasileira. Serão usados carros lagartas anfíbios, blindados sobre rodas e outras viaturas, além da participação de mergulhadores de combate e de operações especiais.

“É uma grande oportunidade de capacitação, pois a Marinha conduzirá uma incursão anfíbia, preparando nossos efetivos para a projeção do mar para terra”, sublinhou o comandante da força de desembarque, capitão de mar e guerra Luís Felippe Valentini da Silva.

 

Coordenação de Comunicação da CODESA

Galeria