Fala.BR
VLibras O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

A CODESA abre o ano com a confirmação da boa notícia: a movimentação de carga no Porto de Vitória em 2021 foi o recorde deste século, com 8,223 milhões/t. O resultado superou 2011, então o melhor ano com 8,113 milhões/t. Em 2020, a circulação de produtos atingiu 6,945 milhões/t.

As cargas que mais contribuíram para a marca histórica foram: adubo e fertilizante (+17,13%), veículos (+111%), carvão mineral (+193,4%) e produtos siderúrgicos (+14.762%). Os dados são da Coordenação de Planejamento e Desenvolvimento (Coplad) da CODESA.

Três fatores explicam a marca alcançada: entrada em operação do berço 207 no final do ano anterior, em Capuaba; otimização da operação que permitiu o crescimento da produtividade; e aumento dos negócios realizados no porto, como novos arrendamentos e incremento significativo de algumas cargas movimentadas.
 
Eficiência
 
Para o presidente da CODESA, Julio Castiglioni, a marca é resultado de um esforço coletivo e compromisso dos empregados em resgatar a credibilidade e a eficiência do Porto. “O desenvolvimento que se espera para os próximos anos demandará não apenas a manutenção das boas práticas de gestão já implantadas, mas de uma capacidade de investimento e de uma dinâmica de novos negócios que o atual modelo estatal não permite", sublinhou.

Já o diretor de Planejamento e Desenvolvimento (Dirpad) da CODESA, Bruno Fardin, destacou a competência e a dedicação dos colaboradores do Porto, e dos clientes e parceiros que movem a comunidade portuária. “O Porto de Vitória mostra capacidade de se superar, gerando mais valor para a sociedade capixaba”, pontuou.

Coordenação de Comunicação da CODESA

Galeria

VTMIS

Conheça o Sistema de Informação e Gerenciamento do Tráfego de Embarcações (VTMIS)

Acesse agora
Video

Saiba mais sobre o Porto de Vitória