Brasil
VLibras O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

 Publicada em 30/04/2010
 



O Conselho de Autoridade Portuária (CAP) da Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa) tem novo presidente. O engenheiro civil João Paste, que também é Secretário de Projetos Especiais da Prefeitura de Vitória, assumiu a direção do Conselho em fevereiro, e tem grandes expectativas para o Porto de Águas Profundas – projeto em fase de estudos realizado pela Codesa e que, provavelmente, deve ser construído nas proximidades dos portos de Praia Mole e de Tubarão, tornando-se o maior porto da América Latina.
 
“Uma das minhas prioridades é emplacar no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) 2, lançado no mês de março pelo governo federal, a viabilização do Porto e Águas Profundas”, destaca Paste. A cabotagem, navegação entre portos da mesma costa marítima ou fluvial, também é prioridade na agenda do novo presidente do CAP. “A idéia é incentivar essa linha de transporte para diminuir as deficiências existentes em outros meios de transportes”, sublinha.

 Atuações

Paste lembra ainda da importância das ações da Secretaria de Portos e da Codesa em relação à ampliação da capacidade do Porto de Vitória, no caso, a dragagem no canal de acesso, contribuindo assim para que o complexo portuário local receba navios com até 75% a mais de capacidade.
 
O novo presidente possui vasta experiência profissional em diversos órgãos da administração pública. “A secretaria que ocupo atualmente, por não estar vinculada a uma atividade específica, permite que eu tenha uma visão ampla tanto dos setores ligados à gestão urbana quanto econômicos”, ressalta Paste.

              Ele acredita que, por estar continuamente no Estado, conhecer a fundo as necessidades e ter contato com as pessoas e instituições que compõem o CAP, tudo isso pode ser um diferencial significativo para sua gestão. “Um dos principais interesses do Porto de Vitória decorre da lógica do comércio internacional. Mas, esse mesmo porto, tem ligação forte com a cidade à sua volta, considerando seus interesses locais, regionais e culturais (referindo-se à Estação Porto onde são promovidos eventos e festivais musicais.)”, finaliza.

               Paste assumiu a presidência do CAP como representante do Governo Federal, conforme estabelecido na Lei n° 8630/93, atendendo a determinação da Secretaria de Portos (SEP) de regionalizar a presidência do Conselho.

 O que é o CAP?

              O Conselho de Autoridade Portuária (CAP) foi criado a partir da Lei dos Portos, Lei n° 8.630 de fevereiro de 1993.Em seu capítulo VI, a referida Lei determina a implantação do Conselho de Autoridade Portuária (CAP) em todos os portos organizados do país.O Conselho deve ser composto por representantes de quatro blocos: o poder público, os usuários, os operadores e os trabalhadores portuários. O CAP tem como atribuição principal contribuir para a evolução da gestão dos portos, subsidiando, fiscalizando e apoiando o desempenho da Autoridade Portuária.

 (Texto: Wanessa Eustáchio – Supervisão: Amilton de brito e José Carlos Mattedi- Assessoria de Comunicação Social /ASSECS:assecs@codesa.gov.br)

Galeria

VTMIS

Conheça o Sistema de Informação e Gerenciamento do Tráfego de Embarcações (VTMIS)

Acesse agora
Video

Saiba mais sobre o Porto de Vitória