Brasil
VLibras O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Porto de Vitória dá mais um passo no aprimoramento tecnológico! Já está funcionando a versão 3D do Sistema de Informação e Gerenciamento do Tráfego de Embarcações (VTMIS) da CODESA. A nova ferramenta oferece ao operador diferentes ângulos e visualização em três dimensões, incluindo a mesma visão que o comandante do navio tem quando está no passadiço (cabine). A versão em 3D também consegue reproduzir, em tempo real, a situação climática da área de responsabilidade do VTMIS, como a força do vento, existência de nevoeiro e as condições do mar.

De acordo com o coordenador de Gestão do VTS do Porto de Vitória, Agostinho Sobral Sampaio, a evolução tecnológica fornece ainda mais condições para a segurança das embarcações. “Com a implantação da versão 3D, é possível saber tudo o que está acontecendo no Canal de Vitória em um determinado momento. É muito importante para a segurança da navegação”, explica Sobral.

VTMIS

Implantado em setembro de 2017, o moderno sistema de VTMIS do Porto de Vitória tem atraído visitantes de todo o país e vem sendo acionado por órgãos e entidades em busca de informações sobre a tecnologia e os resultados alcançados. Em pouco mais de três anos de funcionamento, a ferramenta registra dados importantes: cerca de 700.000 ações de controle de tráfego de mais 7.000 embarcações em trânsito e – mais importante – zero acidente de navegação.

Segundo Agostinho, o sucesso do sistema passa, entre outros fatores, pela necessidade de atualização e aquisição de novos equipamentos, e a integração dos sistemas internos e externos à CODESA, que visem melhorar a segurança da navegação e a produtividade do porto. “Além de constante treinamento e atualização de procedimentos para os operadores VTS, tendo em vista ao surgimento de novas tecnologias e mudanças nas normas internacionais e nacionais sobre o serviço de tráfego de embarcações”, finaliza.

A área de responsabilidade do VTMIS da CODESA engloba os Portos de Vitória, Complexo Portuário de Tubarão e Praia Mole, canais de acesso, áreas de fundeio e adjacências. Com resultados e eficiência, o Centro de Controle de Operações (CCO) do sistema vem atraindo interesse de vários portos públicos e privados no país, interessados em ver de perto o funcionamento. A CODESA é o único porto público do país a utilizar o VTMIS e, agora, com a tecnologia Navi-Harbour 4.6 3D, usada em mais de 300 portos do mundo.

Visita técnica

Grupos de profissionais portuários, militares da Marinha do Brasil e autoridades públicas solicitam visita técnica ao CCO do VTMIS, localizado em Capuaba, Vila Velha, e buscam informações sobre o sistema através de ferramentas como Instagram, e-mails e telefonemas. “Por ser uma ferramenta utilizada nos principais portos do mundo e, no Brasil, somente o de Vitória possui, em nível igual ou superior aos estrangeiros, é procurado como referência para os outros portos nacionais que pretendem implantar o VTMIS”, explica Sobral.

O Porto de Vitória também é demandado por organismos internacionais, como a Associação Internacional de Sinalização Náutica (IALA), órgão da Organização Marítima Internacional (OMI).

 

Coordenação de Comunicação da CODESA

Galeria

VTMIS

Conheça o Sistema de Informação e Gerenciamento do Tráfego de Embarcações (VTMIS)

Acesse agora
Video

Saiba mais sobre o Porto de Vitória