Brasil
VLibras O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Mais moderno sistema de monitoramento e controle de tráfego de embarcações do mundo, o Navi-Harbour 4.6 3D já está operando no Porto de Vitória desde a última segunda-feira (18). Utilizado em mais de 300 portos em todos os continentes, a nova tecnologia torna o Sistema de Informação e Gerenciamento do Tráfego de Embarcações (VTMIS) da CODESA ainda mais eficiente no controle do tráfego de embarcações no Porto Organizado de Vitória.

Na semana passada, foi concluída a última etapa de treinamento com a equipe de operadores e supervisores do VTMIS da CODESA, que contou com a presença do engenheiro russo Dimitri Vinogradov, da Wartsila, empresa responsável pela instalação do software. Uma das características mais avançadas do sistema é o VTS/3D, que permite a visão tridimensional de navegação: possibilita ao operador observar o tráfego de embarcações a partir de diferentes perspectivas.

Em junho do ano passado, a CODESA celebrou contrato de serviço contínuo de operação e manutenção do VTMIS com a empresa Energ Power, o que vem possibilitando a modernização, instalação e atualização de software e hardware do sistema.

“O software Imare, da Indra, que operava o sistema, não será desativado, passando a ser usado somente em casos de emergência operacional”, destaca o coordenador de Gestão do VTS do Porto de Vitória, Agostinho Sobral Sampaio. Implantado em 2017, o VTMIS abrange o Porto de Vitória, Complexo Portuário de Tubarão e Praia Mole, canais de acesso, áreas de fundeio e adjacentes. Está com índice de 100% sem acidentes.

Registros

Os dados e informações do sistema PMIS do Imare foram migrados para o PMIS do Navi-Harbour 4.6, dando continuidade nos registros dos bancos de dados e das integrações com os demais sistemas internos e externos da CODESA, como por exemplo o Porto Sem Papel (PSP), Sistema de Tráfego Marítimo da Marinha do Brasil (SISTRAM) e Sistema de Gerenciamento do Porto (SGP) da CODESA.

O PMIS é uma ferramenta que ajuda essencialmente a Autoridade Portuária, o Gerente do VTS, Serviços Aliados, operador portuário e outros agentes (Autoridade Marítima e prestadores de serviços) a gerenciar as escalas: autorização de escalas e despacho de partidas, atribuição e monitoramento da prestação de serviços na escala do navio (pilotagem, reboque, amarração e mais).

Coordenação de Comunicação da CODESA

Galeria

VTMIS

Conheça o Sistema de Informação e Gerenciamento do Tráfego de Embarcações (VTMIS)

Acesse agora
Video

Saiba mais sobre o Porto de Vitória