Brasil
VLibras O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Para tornar ainda mais eficiente o controle e o monitoramento do tráfego de embarcações no Porto de Vitória, a CODESA vai utilizar o Navi-Harbour 4.6 3D, sistema de software de última geração usado em mais de 300 portos no mundo. Projetado para garantir a segurança marítima e a eficiência da navegação, bem como para proteger o ambiente marinho e as áreas costeiras de efeitos adversos do tráfego marítimo, o Navi-Harbour está sendo implantado no Centro de Controle de Operações (CCO) do VTMIS (Sistema de Informação e Gerenciamento do Tráfego de Embarcações) do Porto de Vitória, e começará a funcionar até dezembro.

Para operar o Navi-Harbour 4.6, a equipe de operadores e supervisores do VTMIS da CODESA está passando por treinamento, iniciado nesta segunda-feira (21) e que termina na próxima sexta-feira (25). O curso – via web – é ministrado pelo engenheiro Dimitri Vinogradov, da empresa Wartsila, diretamente de São Petersburgo, Rússia. Uma das características mais avançadas do Navi-Harbour é o VTS/3D, que permite uma visão tridimensional em escala real da situação de navegação. Baseado em dados em tempo real, a ferramenta possibilita ao operador observar a situação de navegação a partir de uma variedade de diferentes perspectivas.

Atualmente, o Porto de Vitória utiliza o software Imare, da Indra, que passará a ser usado apenas em casos de emergência no sistema operacional. Implantado em 2017, o VTMIS da CODESA abrange o Porto de Vitória, Complexo Portuário de Tubarão e Praia Mole, canais de acesso, áreas de fundeio e adjacentes. O coordenador de Gestão do VTS da CODESA é Agostinho Sobral Sampaio.

 

Coordenação de Comunicação da CODESA

Galeria

VTMIS

Conheça o Sistema de Informação e Gerenciamento do Tráfego de Embarcações (VTMIS)

Acesse agora
Video

Saiba mais sobre o Porto de Vitória